Chega do mito do herói!
  • Dr. Gustavo Guzmán

Chega do mito do herói!

Já falei antes do mito do líder solitário que consegue grandes feitos e nomeei que o gênio de Miguel Ángel precisou de 4 anos e a participação de 16 (sim, 16 !!) pessoas para pintar a Capela Sistina. Esse mito ainda perdura, embora a realidade nos mostre que alcançamos mais e melhores coisas quando trabalhamos em equipe. Às vezes, quando a equipe não funciona bem, nós caímos no erro de personalizar o problema "Fulano e Ciclano não se dão bem e isso afeta negativamente a tarefa". E não apenas à tarefa também ao bem-estar, à satisfação, à coesão e ao clima de trabalho, tornando-se um lugar emocionalmente tóxico. A realidade é que pode haver outros fatores em torno dos quais o líder da equipe tem dificuldade em perceber, pela única razão de estar "dentro". Qual é um dos grandes segredos dos grupos? que eles são um sistema. O que significa que o que afeta um dos membros afetará os outros, como se fossem bolas de bilhar. E esse sistema está dentro de outro que é a empresa, o clube, a associação, etc. Nesse ponto, é necessário ter outro tipo de visão, uma abordagem sistêmica, ou seja, não apenas levar as pessoas em conta separadamente, mas também dentro dessa interação interna e externa. Voltando ao exemplo do bilhar, será que a mesa está em um piso irregular e faz com que as bolas se movam para um determinado lugar? Aqui está o problema e o começo da solução é a abordagem através de um método radical que é focado na equipe, vamos analisar como o grupo se comporta enquanto ainda vê como o contexto a condiciona. É isso que o nosso modelo de coaching de equipe propõe. #rhbrasil #rh #rhminasgerais #coachingdeequipes#coaching #executivos

3 visualizações

Av. Raja Gabaglia 240

30441-070, Belo Horizonte-MG

ghgcoach@gmail.com

Tel: +55 31 995-657-846

© 2017 de GHG-Coach.